Dispositivo ISB - Indy Speed Brakes

Vendo o grave acidente de Sebastien Bourdais nos treinos para as 500 Milhas de Indianápolis 2017, imediatamente pensei como diminuir o máximo a velocidade de um carro da Indy antes de um grande impacto nos muros? Claro, freios aerodinâmicos...

Os Speed Brakes, dispositivos a anos sendo usados em aviões caças e comerciais, indispensáveis nos pousos, por que não usar também em carros aerodinâmicos correndo em ovais a grandes velocidades?

Então criei esta versão de FREIOS AERODINÂMICOS para carros da Indy, os ISB ( Indy Speed Brakes ).

Como funciona:

São instalados nos kits de carenagens para provas em ovais, dois pequenos spoilers logo a frente das rodas traseiras, assim como alguns sensores pelo carro. 
Os spoilers (destacados em laranja) DISPARAM imediatamente quando: o carro sai de frente ou traseira além de um ângulo limite programado em seus sensores, com certa pressão "X" a mais no pedal de freio, com impactos em outros carros ou muro além de "X" Gs, e com todas as ações somadas.   

Quando disparado ( mais ou menos como um air bag ), o ISB levanta os spoilers ( seta vermelha ) abrindo uma espécie de pequeno compartimento na frente das rodas traseiras criando um grande ARRASTO aerodinâmico. Este arrasto somado aos freios diminuem ainda mais a velocidade de um possível impacto com os muros do oval ( mais ou menos como um  "para-quedas" rígido). 

E o ISB funciona não só de frente, mas também quando o carro derrapa e vai de TRASEIRA em direção do muro da pista. A posição de abertura pode ser invertida, como nos aviões. Ai será o refinamento do projeto técnico que resolverá, além de testes para o melhor resultado, é claro.
Possui também um botão no volante para que o piloto possa fechar os spoilers, quando o carro estiver abaixo de 80 klm ( para os casos em que o piloto roda na pista mas não danifica o carro, podendo ir para os boxes ou continuar na corrida ). 

Este dispositivo diminuiria ainda mais a intensidade do impacto do carro de Bourdais, além de suas lesões. É claro que não evitaria todos os acidentes, mas muiiiiitos já ocorridos poderiam ter sido MINIMIZADOS com o uso do ISB.

Então fica ai mais uma ideia para a segurança do esporte a motor mundial. 



Autor deste projeto: Ubiratan Bizarro Costa
designer industrial automotivo

contato@bizarrodesign.com.br



Comentários

VEJA TAMBÉM:

A teoria do possível "segredo" da asa traseira da Ferrari

PCP TARGA

Estranho dispositivo no assoalho da Ferrari 2017

Design de Protetores de cockpit tipo ESCUDO

Reunião Charlie Whiting FIA em Interlagos 2016