Bandeja T RBR, dispositivo descoberto?

Em Maio de 2011 eu havia criado um dispositivo que denominei Bandeja T expansível. A ideia era controlar a altura da atual Bandeja T do F1 aplicando um sistema de calor para expandir a liga metálica nessa área, e assim melhorar seu desempenho aerodinâmico do F1.
Veja toda a explicação da criação e funcionamento deste dispositivo em minha matéria de 15/05/2011. E parece que a coisa se confirmou.....

No GP da Coréia de 2013, a câmera térmica do carro de Webber captou uma curiosa imagem que chamou a atenção da área técnica de algumas equipes. Nas imagens das novas câmeras térmicas recentemente divulgadas para o público, fica claro o calor dos pneus e entrada de ar dos sidepods. Mas nesta imagem algo mais aparece, repare no canto inferior direito, abaixo do carro. Ali fica a bandeja T, um importante componente aerodinâmico que controla toda a entrada de ar abaixo do assoalho, e como ele vai ser direcionado até o difusor.

                                           imagem Formula1.com


Esta bandeja tem uma altura padrão no regulamento, e no passado já foi levantada a questão de que os carros da RBR estariam abusando desta altura mínima, mas que passavam nos testes de flexibilidade da FIA, etc.
veja explicação nesta matéria : 

Então, já se sabe que a RBR instalou recentemente um reforço de liga metálica na ponta da bandeja T, justamente para suportar estes testes da FIA ( é o que foi divulgado para a imprensa ). E muitos já falaram também que é apenas o calor gerado pela ponta da bandeja raspando na pista. 

É justamente ai que entra a questão. Se raspasse tanto para criar tamanho calor a ponto de ser detectado pela câmera, que é controlada pela FIA para captar praticamente apenas o calor dos pneus (para não revelar os segredos para outras equipes). E em um local que não é comumente visto nos outros carros, então esta altura da Bandeja T da RBR já estaria totalmente fora do regulamento, e o teste da FIA já teria pego a falha. Aliás eles nem precisariam por na bancada de testes, bastava assistir a corrida para ver a enorme quantidade de faísca saindo sem parar debaixo das RBR para criar tamanho calor, e esta imagem da câmera já teria comprovado isso.....
E na imagem, a Bandeja T do carro de Webber não está raspando na pista ( não solta e espalha faiscas pelas laterais, muito menos em uma reta). Está tudo na altura certa, pelo menos é o que se acha..... 

E a FIA continua testando e aprovando as bandejas T da RBR que passam numa boa. E durante a corrida as RBR não raspam o fundo absurdamente além do que raspam os outros F1, tudo dentro do normal. 

Então por que a bandeja T da RBR fica tão quente assim? De onde vem sua fonte de calor? Kers talvez...?
Será que Adrian visitou meu blog? É bem improvável.......

Mas que a teoria de dispositivo termo expansível que criei em 2005 se encaixa muito bem, a isso não dá pra negar....fica uma certa pulga atrás da orelha.....


E aqui fica confirmada a teoria do funcionamento deste novo dispositivo da RBR.

http://www.formula1.com/news/technical/2012/873/985.html

Comentários

  1. Respostas
    1. E aqui fica confirmada a teoria do funcionamento deste novo dispositivo da RBR.

      http://www.formula1.com/news/technical/2012/873/985.html

      Excluir

Postar um comentário

VEJA TAMBÉM:

O ACIDENTE DE MASSA E A MORTE DE AYRTON SENNA PODERIAM TER SIDO EVITADOS COM O USO DO PCP?

MONOFORMULA BK

COMO FUNCIONA O ESCAPE COANDA

FUNCIONAMENTO BANCO DE MACACO

Design de Protetores de cockpit tipo ESCUDO

COCKPIT F1 BD